Robinson Shiba

 



Durante uma viagem com amigos aos Estados Unidos em 1986, durante seu curso de Odontologia. Na costa Oeste daquele país, ele percebeu a alta demanda dos consumidores por comidas chinesas, que, cada vez mais apressados, acostumaram-se a comer em pequenas caixas nas ruas.
Junto com uma caixinha, ele trouxe a idéia para o Brasil, vendo oportunidade no negócio ao apostar na comida chinesa como uma alternativa à pizza, único produto de delivery até então no País.

De volta ao Brasil, falou de sua ideia para a família, que apoiou. Assim, os Shiba resolveram adaptar os sabores da China ao paladar brasileiro e abrir uma loja. Poucos anos depois a empresa filiou-se à Associação Brasileira de Franchising, dando início ao sistema de franquias da rede.

Um "eu acredito em você" faz a diferença

Lavar pratos e entregar pizzas nos Estados Unidos deu ao empresário Robinson Shiba a visão do negócio que hoje, após 24 anos, se tornou a maior rede de fast food chinesa do Brasil. A China in Box possui mais de 150 lojas espalhadas por todo o território nacional.

Veja como usar a experiência no emprego para virar patrão

Shiba morou durante um ano no exterior para estudar odontologia, mas foi no trabalho em restaurantes que ele percebeu uma tendência que logo chegaria ao Brasil: o consumo de comida pronta.

Além disso, as mulheres norte-americanas já estavam muito integradas no mercado de trabalho, algo que começava a acontecer no Brasil. “Fiz uma pesquisa informal com mulheres do meu círculo de amizades e notei que nenhuma delas queria ficar em casa e fazer serviços domésticos”, afirma.

Ao perceber o sucesso que as redes de fast food com entrega em domicílio faziam nos Estados Unidos, o empresário decidiu repetir o modelo por aqui. Enquanto esteve por lá, observou todos os processos. Desde a produção até a entrega, e idealizou como faria melhorias.

Um diferencial importante para que o negócio desse certo no Brasil foi o tipo de comida oferecida, a chinesa, mesmo Shiba sendo de origem japonesa. “Não havia delivery de comida chinesa no Brasil. Além disso, ela tem boa aceitação entre os brasileiros”, declara.

"O empreendedor precisa ter coragem e pró-atividade. Não pode ficar parado e deixar os planos apenas no papel"
Robinson Shiba, criador do China in Box

Quando voltou para o Brasil, em 1988, o empresário ainda passou mais quatro anos estudando e pesquisando a melhor forma de implantar o seu modelo de negócio.

Foi no bairro de Moema, na Zona Sul da capital paulista, que Shiba abriu a primeira unidade do China in Box. “Escolhi a região por ser um bairro vertical. Como faria entregas em domicílio, tinha de atingir o maior número de pessoas no menor espaço.”

Modelo implantado com melhorias

Mesmo atuando em áreas operacionais nos Estados Unidos, o empreendedor nunca deixou de prestar atenção na rotina dos restaurantes, principalmente em questões que poderiam ser melhoradas.

A higiene da cozinha e dos alimentos, por exemplo, foi um dos problemas que Shiba identificou onde trabalhou nos EUA. “A forma que encontrei para solucionar foi deixar a cozinha à mostra para meus clientes."

As cozinhas das unidades China in Box ficam separadas da área de atendimentos por um vidro, mas os consumidores podem observar todo o processo de preparação de seus pedidos, a higiene do local e até dos próprios funcionários que manuseiam os alimentos.

Shiba preside o grupo Trendfoods, nascido da junção do China in Box com um restaurante japonês

Para quem deseja empreender, mas ainda está dentro de uma empresa privada, o empresário recomenda buscar o máximo de informações sobre todas as áreas do seu local de trabalho. Estes dados podem dar ao futuro empreendedor uma boa noção de como funciona um negócio. “É importante conhecer a política de RH, plano de carreira, ter bom relacionamento pessoal e até saber o quanto a empresa investe”, diz.

Inspiração para negócio veio do pai

Shiba conta que sempre sonhou em ter o próprio negócio. O exemplo vinha do pai, que, além de atuar como dentista, administrava a loja de materiais de construção da família. “Ele conciliava as duas funções. Caso o consultório sofresse uma baixa, não ficaríamos sem renda. Queria o mesmo para mim”, diz.

Com um objetivo em mente, o empresário manteve-se atento às oportunidades que surgiam. Com o sucesso do negócio, apareceram vários pedidos para transformá-lo em franquia. Shiba contratou uma consultoria e, em 2000, aderiu ao modelo e expandiu a rede.

O empresário também tornou-se sócio de um restaurante japonês, o Gendai. Em 2007, a administração da marca foi incorporada a do China in Box, o que deu origem ao grupo Trendfoods, do qual Shiba é o presidente.

Temas de Palestras:
Empreendedorismo

Cidade de Origem:

São Paulo

 

Para Contratar o palestrante Robinson Shiba para seu Evento 

Entre em Contato pelo e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.,

Ligue no tel: (11) 2221-8406 ou preencha a ficha ao lado.

Aguardamos o seu contato, obrigada

Para contratar ligue: (11)2221-8406

Vídeos Relacionados

Informações Adicionais