Carlitos Paez



Biografia:
Carlos Paez, conhecido como o “Homem do templo de Ferro” é um dos 16 sobreviventes que permaneceu durante 72 horas na Cordilheira dos Andes.
Formado em Técnico Agropecuário na Universidad del Trabajo do Uruguay, desempenhando essa atividade durante 10 anos.
Em 1992, começou na atividade publicitária formando parte da equipe criativa da Nivel - Publicis.
Fundou sua Agência, Rating Publicidad e foi Diretor da Bates Uruguay Publicidad.
Atualmente, Carlos exerce atividades como Conferencista, dirige sua empresa de Consultoria em Comunicação e Relações Públicas.
Tem 53 anos e dois filhos, Maria Elena dos Andes "Gochi" e Carlos Diego.

1983 - 1985
- Cine Publicidad, Diretor.
1985-1995
- Casapueblo - Punta del Este
- Administrador de eventos e promoções.
- Gestor da transação comercial entre o grupo Cavaliere e Casapueblo de Carlos Paez Vilaró, hoje Club Hotel Casapueblo.
- Colaborador da instrumentação e redação do primeiro contrato de tempo compartilhado do Uruguay.
1990 - 1992
- Encarregado de RR.PP. para las marcas Fiorucci, YPF Argentina, Máxima AFJP.
- Sancor Argentina, L.A. Gear, Brahma, New Balance, La Litoraleña, Ferrero Rocher Internacional, entre outras.
- Convidado em programas de T.V. na Espanha, Alemanha, EE.UU. Chile, Argentina, México, Japão e Hong Kong.
1992
- Marketing de servicios: The University of Georgia - Athens (EE.UU.).
1992 - 1993
- Nivel Publicidad : Director
1993
- Fundador Rating & Asoc. : Publicidad - Director
1993 - 1994
- Encarregado da promoção : Filme "Alive "(Para América do Norte, Europa, Austrália, África do Sul, Oriente y América Latina) para Walt Dysney e Paramount.
1995
- Co-Fundador da rede Uno de agencias de publicidade que vincula as agencias da Argentina e Uruguay.
1994 - 1996
- Director das contas :
- Mimo Uruguay S.A.
- Belmont House Hotel ( Lançamento.)
- Zona Franca de Rivera.
- Jaume y Sere despachantes de Aduana.
- Claldy (Comp. Lactea de Young).
- Cativelli (Prod. Chacinados).
- Ferrero Rocher.
- Produtos Tic Tac, Manderly, Gran Caffe.
- Brahma Uruguay.
1996 - 1998
- Relaciones Públicas Blooming Corporation.
2003
- Publica "Después del día Diez" Com êxito, tendo Quatorze Edições.

Temas Abordados:

Motivação
Superação

"No mundo, acontecem anualmente 100.000 desgraças. 10.000 inundações. Milhões de Deslizamentos de terras. Mais de 100 terremotos. Centenas de incêndios florestais. Várias dezenas de furações. tufões e tornados, erupções vulcânicas e períodos de seca.
Porém, apenas uma vez, há 35 anos, um avião se acidentou na cordilheira dos Andes, permitindo a um grupo de Uruguaios, sobreviver para, - parafraseando um grande poeta austríaco chamado Rilke - demonstrar que "o amor de um ser humano por outro é talvez para cada um de nós a prova mais difícil, o mais elevado teste de nós mesmos; a obra suprema de que todas as demais são só preparativos".
Assim, sobrevivi a dor de ver morrer aqueles que mais gostava - provavelmente os melhores de nós. Sobreviver até quase morrer de fome, "essa outra loba", que nos encurralou numa jaula de montanhas e neve até perder de vista. Sobreviver a falta de respostas físicas adequadas para tentar lutar. Sobreviver a certeza de que ninguém nos procurava a mais de 10 dias que tínhamos nos acidentado. Sobreviver a convivência diária com a morte. Conviver somente com a fé, que mais uma vez, moveu montanhas para nos ceder novamente a vida que achamos que tínhamos perdido. Sobreviver para ser capaz de encontrar liderança, união de grupo, solidariedade, tomar decisões que eram a vida ou a morte, coragem e audácia para que nas condições mais adversas, acreditássemos que não se pode desistir.
Que trêmulos de medo tinha que se sentir valente, porque todos dependíamos de todos e cada um sabia que era responsável da vida do outro. Que apesar de tudo, a vida era o melhor que conhecíamos e tinha que lutar por ela com unhas e dentes. Não íamos nos deixar morrer sem ir a batalha por que nos tiraram tudo, inclusive as vidas de quem amávamos, mas nenhuma circunstancia pode acabar com nossa fé.
Um intangível muralha foi o escudo de nossas almas para alcançar o objetivo: Viver.
E aqui estamos, os que um dia se acidentaram em um avião para morrer nos Andes e aprendemos que se Deus nos tinha reservado um dia a mais do acidente para chorar a nossos mortos, e resgatar nossos vivos. Assim fizemos há 30 anos. Assim voltamos a fazer agora, em iguais circunstancias que ante ao maior desafio que nos tocou a viver, justamente isso, "nos tocou a viver", e pedimos por nós mesmos. Nem a dor, nem a fome, nem a imensidão de montanhas e territórios sem fim, nos fez cruzar os braços, porque Deus sabia que eram braços que amando, iam voltar a abraçar, a acariciar, a plantar sementes para que novos filhos reverenciassem a vida, a essência do ser humano, a melhor condição que possuímos para tentar todo o possível. Até aquilo que é considerado impossível para a razão e a lógica.
Busquem sua Fé, acharão montanhas de neve que se derretem e como no Chile "o mosquito na pedra" que cantou nossa irmã Violeta Parra crescendo verde para anunciar que sempre há um sinal que anuncia a presença da vida."

Cidade de Origem:
Montevidéu - Uruguai

Clique aqui

 

Para contratar ligue: (11)2221-8406

Vídeos Relacionados

Informações Adicionais