A Essência da Liderança

Fiz algumas palestras sobre motivação para resultados, qualidade de vida e sobre o sucesso que é conquistado por trabalho, determinação e crenças pessoais, juntamente com o Escritor americano James Hunter, autor dos livros “O monge e o executivo” e “Como se tornar um líder servidor”.

Eis aqui algumas reflexões sobre a liderança de pessoas. O que é mais importante numa organização? O sistema ou a gestão de pessoas?

No início a empresa cresce, o dono do negócio conhece todo mundo, chama cada cliente pelo nome, sabe quem paga e quem não paga, está presente na vida de muitos funcionários...

Bem, a empresa cresceu, multiplicaram-se os resultados e na mesma proporção, avolumaram-se os problemas e com a falta de um sistema condizente, parece até que a empresa está numa autoestrada onde passam Porches, Ferraris, BMWs e a empresa está de Charrete puxada por um cavalo cansado.

Aparentemente, a primeira impressão neste momento é que a falta de um sistema profissional, de organização e métodos e de planejamento é o que mais está causando danos a um negócio que cresceu. Por outro lado, se a empresa criar o melhor sistema do mundo e abandonar sua política de gestão de pessoas, de formação de líderes, estará fadado a um iminente fracasso.

Sistema nenhum, por maior que seja a empresa, substituirá o ser humano, o olho clínico do empresário e a forma como cresceu o negócio. é bom que se diga que os dois são importantes e se completam. Se você observar como é a natureza básica de um ser humano, verá que uma criança de dois anos em ação colocará sempre duas palavras: “Eu primeiro”. Para crianças pode até ser bonitinho, mas fica repulsivo em adultos.

Muitos gestores “criança” que usam belos ternos, o charme pessoal, a inteligência e até alguns truques para sobreviver na “selva corporativa” acabam errando como um menininho batendo o pé: “Eu primeiro e você que se dane!”.

Se você estudar grandes líderes como Ghandi e Madre Teresa e mesmo a Liderança Servidora de Jesus Cristo irá descobrir a frequência com que eles falam da alegria em servir os outros.

O caminho é entender a escala de prioridades e saber que o mais importante é a equipe. No exército americano, na hora da refeição, os soldados comem primeiro, os oficiais depois.

E mesmo essas pessoas que não entendem a “importância espiritual” que o líder deve ter, sabem que a criação de um time vitorioso seja uma equipe de futebol ou uma equipe de vendas é essencialmente um ato espiritual.

Tenho estudado minha vida inteira temas como motivação, qualidade e liderança e sou um apaixonado pela área de vendas. Minha biblioteca é composta em sua grande maioria por livros deste tema. Entender de pessoas é sempre o caminho... O mundo é dividido entre os que fazem e os que reclamam... Liderar é saber navegar neste oceano e obter resultados com uma equipe motivada que trabalhe com alegria.

Pense nisso, um forte abraço e esteja com Deus!

Escrito por Gilclér Regina
Para contratar este palestrante: (11) 2221-8406 ou

Clique aqui

Informações Adicionais