Dia Internacional da Mulher

No dia 8 de março é comemorado o Dia Internacional da Mulher. A decisão em homenagear as mulheres com um dia de celebrações e lembranças tem sua origem em fatos políticos e econômicos: desde 1910 havia a reivindicação da mulher pelo direito ao voto e ao trabalho. Era a luta pelo fim da discriminação, que pleiteava melhores condições de  trabalho e participação pública.  É longo o caminho das mulheres em busca de respeito à sua dignidade pessoal, social  e profissional.

Fez-se necessária a criação de um dia para que se lembre de que a mulher é o ser responsável pela procriação, pela manutenção e perpetuação das civilizações; pela educação direta na criação dos filhos e administração de uma família. Para exercer tais funções é preciso tempo hábil, respeito, condições de saúde física, mental, emocional e espiritual. É preciso a participação política e social para garantir o desenvolvimento da humanidade em direção à construção, integração e solidariedade. A mulher produtiva ajuda a sociedade a refletir sobre as políticas sociais, uma vez que, pela própria natureza é agregadora, integradora e amorosa. Desde o princípio dos tempos, os homens são guerreiros por natureza, pois têm que defender a prole e seu grupo social. Isto estimula a sua competitividade e objetividade. As mulheres são diferentes: são ótimas para formar equipes, não gostam de hierarquia, valorizam uma administração participativa.

"Um estudo publicado pela Universidade de Los Angeles, Califórnia indica  que a amizade entre mulheres é algo verdadeiramente especial. Descobriu-se que as amigas contribuem para o fortalecimento da identidade  e  para projetar nosso futuro. Constituem um remanso diante de um mundo real cheio da tempestade e obstáculos. É uma espécie de auto-proteção que remonta à época em que os seres humanos  eram nômades e sua principal atividade era a caça. E na reação das mulheres frente ao stress, elas sentem a necessidade de proteger seus  filhos e de agruparem-se com outras mulheres”.

Recentemente a imprensa notificou a polêmica criada pelas declarações do reitor de Harvard, de que as inteligências feminina e masculina determinavam aptidões diferentes. Foi uma declaração infeliz, prontamente rebatida por estudiosos do mundo todo. No meio de todas estas matérias, encontrei algumas citações muito interessantes, e que ilustram claramente as características de cada sexo:
- Um cientista faz pesquisas acerca das diferenças entre o homem e a mulher. Usando como cobaia sua própria filha, na época com 6 anos de idade, presenteou-a com 2 caminhõezinhos de brinquedo, ao invés de bonecas – propositadamente, para quebrar o tabu. A menina brincava alegremente com os caminhões, da mesma forma que um menino. Porém ele observou que ela denominava um de  “caminhãozinho papai” e o outro de caminhãozinho nenê”.
- Uma psicóloga que também faz esta pesquisa, saiu com seu carro no trânsito, parou em algum lugar e perguntou a um homem: ‘Como faço para chegar em tal lugar?” Ele respondeu: a senhora segue em frente e, após o terceiro farol, entre à direita. Ande aproximadamente 300 metros e encontrará este lugar”. Perguntou a mesma coisa para uma mulher. Ela respondeu: “ Está vendo aquela placa verde lá na frente, próxima ao semáforo? Depois de passar por ela, entre à direita – lá tem uma banca de jornais. Siga um pouco até chegar no posto de gasolina. Já estará pertinho”.

Enquanto a natureza masculina toma decisões analíticas, a natureza feminina dá mais ênfase à percepção. São atitudes complementares. Por exemplo: numa situação de emergência, as características masculinas mostram mais habilidade para resolver o imediato, o urgente (como o Resgate), enquanto as características femininas processam  as soluções (como o Pronto Socorro).  Nem por isso temos apenas homens trabalhando no Resgate e mulheres no Pronto Socorro.

Nos dias de hoje uma nova visão de capitalismo e negócios está ingressando rapidamente na sociedade, deixando cada vez mais evidente que é insustentável o foco imediatista do capitalismo tradicional, em que valem apenas os resultados financeiros e metas de venda do próximo trimestre. Bem como as suas hipóteses básicas sobre o Ser Humano, basicamente motivado por dinheiro e essencialmente egoísta. Hoje as habilidades ligadas à razão e a sensibilidade ganharam peso no currículo atual. Trata-se na verdade, de buscar um sentido mais amplo e elevado para a vida, o que inclui a carreira. Já não basta lutar por resultados financeiros, mas por segurança, senso de justiça, flexibilidade, capacidade de enfrentar o sofrimento, e facilidade de trabalho em equipe, em achar soluções pacíficas para os problemas e compreensão do seu lugar no mundo.... tudo isso conta pontos para a realização profissional.

Ao estimular o seu quociente espiritual você se torna criativo, positivo e com um propósito claro de vida. Isso porque ele é a base da auto-estima e dos valores, como integração, ética, união.  Ele ajuda a desenvolver a consciência de estar neste mundo de modo responsável e com missão definida. Por isso que Movimentos, Organizações e Profissões que antes eram tipicamente masculinas ou femininas, hoje abrem suas portas para ambos os sexos. Exemplos claros disto são o Escotismo, o Bandeirantismo, as Ciências médicas, o Professorado, a Engenharia, o Mundo empresarial. Ficou claro de que é necessário o equilíbrio entre as características antes citadas.

Nas empresas não é diferente. Sabiamente, hoje a mulher está sendo valorizada e requisitada. Os dirigentes sabem que uma empresa será sempre mais alegre, pacífica e trabalhadora com a presença e a participação das mulheres. A mulher é instrumento de integração e fortalecimento da família, instituição que é a base de qualquer outra. Um grande reconhecimento à sua contribuição.

Hoje, a mulher é reconhecida em seus talentos e potencial, e é  valorizada como parte fundamental na realização dos propósitos. Isto é homenagear a mulher, em qualquer dia, em todos os dias e também no Dia Internacional da Mulher. Nós mulheres, afetuosamente agradecemos!

Clique aqui

Informações Adicionais