A reforma interna

É senso comum que vivemos hoje na era da celebridade. Milhões de pessoas se submetem a cirurgias plásticas na tentativa de mudar a aparência, manter a juventude ou simplesmente corrigir algum tipo de “imperfeição”. Influenciadas pelas capas de revistas com belas modelos e artistas da televisão, as jovens, estão cada vez mais cedo procurando um cirurgião para realizar implantes de silicone, rinoplastia ou lipoaspiração. Não há nada de errado em se preocupar com a aparência ou com sua apresentação pessoal, isso muitas vezes auxilia na auto-estima. Mas o fato é que as pessoas estão exagerando.

Há pouco tempo li uma matéria sobre uma mulher que tem como objetivo ter o maior implante de silicone do mundo, ela já tem 3 litros em cada seio e quer mais!!! Onde é que isso vai parar? Notícias assim me fazem lembrar de um antigo dito popular, “por fora bela viola, por dentro pão bolorento”.

Muita gente tem feito qualquer coisa para aparecer e ser notada. Mas a grande maioria está se esquecendo de um pequeno detalhe…Não adianta pintar a casa por fora, se por dentro as paredes estão sujas e cheias de rachaduras. As mudanças externas devem vir juntamente com uma mudança interna. Vemos pessoas preocupadas demais em deixar o corpo bonito, mas sem nada na cabeça, ou seja, sem conteúdo e estrutura para viver a vida com plenitude. Sem pessimismo, mas um dia “isso” irá embora e o que vai sobrar é quem você é verdadeiramente. Ficar apenas preocupado com a “casca”, pode ser inclusive, motivo de grandes frustrações.

Minha sugestão é que você, antes de ver o cirurgião plástico, faça uma reforma interna. Pare de ter medo de não ser aceito pelos outros e comece a aceitar a si próprio. Não confunda amor próprio com vaidade, amar a si mesmo e viver a vida sob os seus termos é o que considero o primeiro passo para a verdadeira felicidade. Sua essência é mais importante do que a “máscara social” que você criou para ser aceito(a) pelas outras pessoas.

Reserve um tempo diariamente para pensar sobre sua vida, para descobrir como perdoar seu passado, como se perdoar. Essa é a verdadeira reforma que você vai fazer. Eu sei que não é um processo fácil, mas totalmente possível. Você precisa apenas começar.

Escrito por Fernando Oliveira
Para contratar este palestrante: (11) 2221-8406 ou

Clique aqui

 

Informações Adicionais