Quem é o seu sucessor?

Como assim? Você não se preocupa com isso?

De fato, nem todo mundo se preocupa com isso e deixa para a última hora, ou apenas deixa que a empresa resolva o problema após a sua saída. Mas não seria esta uma das principais responsabilidades de um gestor? Ou você não se importa com o que acontecerá aos seus colegas de trabalho, parceiros de negócios e seus clientes? Afinal muitos deles confiaram em você quando aceitaram suas propostas, não?

Seja pelas preocupações com aqueles que confiaram em trabalhar ou fazer negócios com você, ou pelo legado que fica para o futuro da empresa, o futuro faz parte dos resultados sustentáveis que você deixa como gestor.

Fazer com que a confiança na marca e na empresa seja preservada, faz parte das responsabilidades e dos valores que um gestor proporciona à empresa. Principalmente quando o afastamento se dá como uma fase final da carreira de executivo de uma empresa.

Neste momento estou cumprindo as minhas últimas semanas como gestor da empresa, deixando a carreira profissional como executivo da Volvo Construction Equipment Latin America. É o resultado final de alguns anos de preparação da empresa e do grupo de diretores para uma importante transição após 12 anos de trabalho e de um período inédito de crescimento.

A preocupação nos últimos 05 anos foi de renovar o grupo de diretores, para que a organização contasse com uma liderança capaz de seguir desenvolvendo a empresa, diante de novos desafios. Não há dúvidas de que os problemas surgidos com a crise financeira ainda não foram resolvidos.

A nova situação será mais desafiadora do que da fase anterior, tanto internamente na organização, quanto externamente no mercado. As empresas já promoveram, ou estão promovendo mudanças na sua estrutura; estão se tornando ainda mais globais, dependentes de novos mercados emergentes. São novos tempos para novos desafios e novas soluções.

O grupo responsável pelas principais decisões precisa estar atualizado e preparado para os próximos anos, com capacidade para gerar novas soluções de negócios e novas relações com os principais stakeholders do negócio. A renovação dos diretores já está concluída, como parte de um acordo que fizemos há vários anos, para evitar que a organização encontrasse um "precipício", com todos diretores chegando à idade limite ao mesmo tempo.

O acordo realizado na época permitiu que os diretores encontrassem alternativas e soluções adequadas em tempo para prosseguirem com as suas vidas, realizando seus projetos pessoais e seus desejos profissionais.

Os aprendizados foram  muito interessantes ao longo dos últimos anos.

A proposta para se pensar e planejar a sucessão de toda diretoria foi fundamental para que todos encontrassem soluções para suas vidas. Ao assumirmos o compromisso de encontrar uma solução, cada qual começou a pensar, preparar alternativas e desenvolver conhecimentos necessários. O resultado foi que praticamente todos anteciparam a mudança de vida, ao invés de permanecerem até o último momento.

Todos perceberam que tinham alternativas interessantes e que não dependiam tanto da empresa como pensavam. O crescente entusiasmo com as novas possibilidades determinou, em muitos casos, uma antecipação do desligamento.

Com a perspectiva de concluir o seu trabalho de muitos anos de forma positiva, surgiu um natural  desprendimento em treinar os seus sucessores e os colegas, que facilitou a renovação dos quadros gerenciais.

Ao se tratar do assunto de forma aberta na organização, o interesse dos mais jovens na empresa foi mantido pelas perspectivas de surgimento de novas oportunidades, com a sequência de  mudanças de posições na organização.

Não há dúvidas de que este assunto gerou algumas especulações e incertezas até as definições finais, mas ainda assim, com menor prejuízo às atividades.  

Ao tratar o problema de uma forma inédita, muito aberta, parece-me que alcançamos um resultado muito mais satisfatório do que manter segredos e especulações. Provavelmente conseguimos reduzir o stress a níveis muito baixos em relação à alternativa.

Talvez esta experiência seja útil na sua empresa? Você gostaria que as transições fossem assim na sua empresa?

Escrito por Yoshio Kawakami
Para contratar este palestrante: (11) 2221-8406 ou

Clique aqui

 

Informações Adicionais