Resultado ou conquista?

Quando você faz uma apresentação da sua performance na empresa, você apresenta resultado ou conquista? É a mesma coisa? Não faz diferença?

Pode ser que esteja na hora de você rever um pouco a sua posição e pensar com mais cuidado sobre uma coisa e outra. Pois o seu valor individual e a sua contribuição podem não estar sendo devidamente comunicados ao seu chefe ou aos seus superiores. E você pode estar sendo sub-avaliado no seu valor profissional.

Afinal, o que é resultado? Normalmente, é uma forma numérica de representar o que aconteceu durante um certo período na sua atividade, no seu departamento, na sua divisão ou na sua empresa. A necessidade de ser numérica é evidente, pois se você diz que o seu negócio cresceu em 2012, certamente te perguntarão o valor, o percentual, a proporção ou a comparação com outros.

No entanto, se a sua forma de apresentar e descrever o fato é puramente numérica (executivos tendem a cair nesta armadilha quando os números são positivos e atraentes), você indica que o mercado cresceu, o investimento foi correto, a economia foi favorável, etc.

O que está errado? A princípio, nada!

Mas se você prestar atenção, está faltando um elemento importante. Está faltando descrever qual foi a sua participação efetiva! Está faltando demonstrar qual foi a sua contribuição individual no processo, e transformar o "resultado" em "conquista"!

A diferença entre o resultado ("result") e a conquista ou a realização ("achievement") está em fazer com que o resultado tenha um sentido de propriedade, tenha um "dono", você! A importância deste processo é demonstrar que a sua presença, a sua liderança, a sua habilidade e a sua competência foram fundamentais para que esse resultado acontecesse.

O "resultado" é sempre um fato circunstancial, uma imagem do momento retratado. A "conquista" é a história de como o resultado foi alcançado, valorizando a sua participação e a participação da sua equipe.

Já percebeu que as vezes acontece nas organizações de um profissional apresentar bons resultados e no entanto não gozar de um reconhecimento adequado? Ah, poderia ser o seu caso? Pode ser que você sempre tenha apresentado "resultado" ou invés de "realização"?

É por isso que sempre digo às pessoas que não se contentem em preencher a tabela de KPI's ou de Indicadores de Performance dos relatórios corporativos, mesmo que estejam bons. Pois ela não conta a história dos seus esforços e das suas competências.

É claro que no níveis mais elevados, os profissionais são avaliados pelos resultados contínuos que apresentam. Para os leigos, a impressão é de que só o resultado importa. Mas a verdade é que o resultado é apenas o ponto de partida. A valorização profissional vem do conhecimento e do reconhecimento da sua contribuição individual.

O "resultado" pode ser apenas mais um número. Mas a história de como este resultado foi alcançado, pode transformá-la em "sua conquista". 

Se todos acharem que o bom resultado só foi alcançado graças à sua contribuição pessoal e à sua liderança, você estará muito bem na carreira. Você tem dúvidas?

Escrito por Yoshio Kawakami
Para contratar este palestrante: (11) 2221-8406 ou

Clique aqui

 

Informações Adicionais